Setup

GUITARRAS

MUSIC MAKER CONCEPT: modelo desenvolvido por mim em parceria com Ivan Freitas da Music Maker. É uma guitarra semi-acústica sem os furos no tampo. O design foi inspirado em modelos que fogem dos formatos clássicos usados em semi-acústicas, num projeto que traz o máximo de som, beleza e conforto. Os captadores são Music Maker Classic 60 e os 22 trastes são de inox. O encordoamento que uso é o mesmo: D Addario Chromes (flatwound) .012 com a primeira E .013 e a G desencapada .022. A ideia é ter uma guitarra mais resistente e confortável do que as acústicas, que são muito delicadas e grandalhonas, mas mantendo a mesma pressão sonora. O projeto deu tão certo que notei que as notas soam mais expressivas e menos percussivas do que nas acústicas. Além disso, a equalização é mais rica, definida e a afinação muito mais consistente. Quanto aos controles, eu uso apenas um botão de volume geral, mas é possível encomendar com os tradicionais quatro botões: volume e tone para cada captador; tem espaço na construção para isso. E, para quem preferir, é uma guitarra que também funcionará muito bem com cordas normais e medidas mais leves, inclusive para tocar com distorção etc., porque o fato de não ter furos no tampo diminui muitíssimo a possibilidade de feedback, e, quanto ao conforto, ela é muito mais leve do que uma sólida. Conforme vamos seguindo na trajetória, aparecem novas necessidades e ideias para suprí-las. A Concept chegou num momento importante desta minha trajetória, e está se revelando cada vez mais como uma ferramenta vital para comunicar aquilo que preciso expressar musicalmente. Foto: Antonio Carlos Brunetti.



MUSIC MAKER CUSTOM PRO: no final de 2016, quando firmamos parceria, disse ao Ivan Freitas da Music Maker que precisaria de uma guitarra sólida com ponte tipo Floyd Rose para tocar rock. Ele tinha acabado de concluir este modelo e já fizemos a estréia dele poucos dias depois no Music Maker Day, que você pode assistir neste video: https://youtu.be/4GejWCPdbcQ A ponte é Gotoh, os trastes são de inox e os captadores são Music Maker EA. O projeto do Ivan é como uma super-strato, com todos os aperfeiçoamentos que ele concebeu, e acho que deu muito certo.



VIOLÃO NYLON



Violão J White modelo AH-C3000, com o tampo anatômico. Tem um belo timbre amplificado e a tocabilidade é muito legal. Estou com ele desde 2013.


VIOLA DE 10



Essa viola era do meu querido avô Durvalino Leme, é uma Del Vecchio fabricada em 1977.


AMPLIFICADOR ROTSTAGE LIBRA Modelo-assinatura Michel Leme


Foto de Lye Otani no Sagrada Música, agosto de 2013.

Desde Julho de 2007 estou usando o amplificador Rotstage modelo Libra, que foi desenvolvido pelos engenheiros da Rotstage em parceria comigo. Eles tiveram grande sensibilidade e uma incrível capacidade de realização para deixar o amplificador realmente na medida para mim.
 
O Libra tem o que eu preciso: um cabeçote de 100W RMS de potência totalmente valvulado (são 4 válvulas 6L6) com apenas um canal, controles de grave, médio, agudo, ganho, presença e master. Traz também uma chave de bright e loop de efeitos. Você pode escolher a configuração de falantes - eu, por exemplo, estou usando uma caixa com 2X12" com falantes Rotstage - tem também a versão Libra 50, com 50W RMS.

O Libra é fiel a todas nuances de dinâmica e expressão, com um som encorpado, alto e limpo! É um amplificador versátil e de timbre único. Não é uma cópia de nenhum modelo clássico, como alguns podem pensar; a Rotstage está olhando para frente e conseguiu um amplificador de qualidade e personalidade. Todos os meus projetos a partir de 2007 foram gravados com este amplificador e, desde então, ele é simplesmente indispensável no meu som.
Visite: www.rotstage.com E aguardem, por favor: aí vem o Libra Combo de 50W!


PEDAIS



BLOOD: em se tratando de distorção, eu uso o pedal que foi construído para mim pela Rotstage. Ele tem uma grande riqueza de freqüências e controles bastante versáteis. Usei três versões diferentes desde o protótipo, agora uso a versão com booster.



LITTLE-WHA: fabricado pela EFR Electronics, é muito prático devido ao tamanho e tem um belo efeito, com ganho e equalização na medida.



THE JOCKER: mais um belo pedal desenvolvido pela Rotstage. Ele tem dois efeitos: Delay, que uso mais para solos com a guitarra sólida - e que soa muito bem, além de muito versátil devido ao belo range da regulagem TIME; e o MOD, que é um chorus bem legal, bonito, ótimo pra quem curte.


CORDAS D ADDARIO

Eu uso exclusivamente cordas D Addario - e as uso desde moleque, pra falar a verdade - e, em agosto de 2005, tive a oportunidade de iniciar uma parceria junto à Musical Express, que é a empresa que traz a marca com exclusividade.

Nas guitarras acústicas, eu uso D Addario Chromes nas seguintes medidas: E (sexta corda) .052; A .042; D .032; G .022 (desencapada); B .016; E (primeira) .013. As cordas E, A e D são flatwound, ou seja, encapadas e lisas.

Nas guitarras sólidas, uso as tradicionais XL na medida .010. Na viola de 10 Del Vecchio eu uso Rio Abaixo and Meia Guitarra - Viola Brasileira, e no violão de nylon J White eu uso Pro-Arte Hard Tension.

Visite o site: www2.musical-express.com.br