Noticias

| 2016 | 2015 | 2014 | 2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007 | 2006 | 2005 | 2004 |

 

05/08/2010
THE HERBIE HANCOCK TRIO (1977)

Tweet

Faz tempo que não posto dicas por aqui, amigos. Desculpem, mas é devido à correria mesmo. Tentarei postar mais freqüentemente.

Vamos ao disco desse mês - o qual não consigo parar de ouvir há algumas semanas... É algo viciante!

Lançado originalmente só no Japão em 1977, "The Herbie Hancock Trio? traz Herbie Hancock (piano), Ron Carter (baixo) e Tony Williams (bateria) e é mais uma obra-prima contendo esse trio.

As músicas são "Watch It" , Speak Like a Child", "Watcha Waitin? For", "Look" e "Milestones" - todas de Herbie Hancock, com exceção de "Milestones? (Miles Davis).

O CD traz vários climas e o trio em fúria ? não encontro termo melhor. As composições são inteligentes e intuitivas para se improvisar sobre, algo raro hoje em dia. Vale como lição para muitos que acreditam que compor coisas complicadas, não-intuitivas e cheias de convenções seja algo que propicie "liberdade? ou mesmo "música?... O que se observa no trabalho de grandes improvisadores em relação a esse assunto é que os temas são marcantes e intuitivos, mesmo os mais complexos. Enfim, é música feita realmente para ser recriada a cada vez. Pena que poucos entendam isso e coloquem em prática ? talvez a atual demanda do mercado seja mesmo os "trabalhos composicionais? ou a tal "valorização da canção? (peço licença para rir muito), ou seja, um natural reflexo da falta de criatividade reinante - e imposta pelo status quo.

Mas ainda existem alguns pequenos oásis de criatividade por aí; muito poucos, mas existem. Basta ter a disposição em procurar e o bom senso para não ser tragado pelo que eu chamo de "música do sistema?, ou seja, a música na qual ninguém se arrisca e nada é criado no momento; a música morta onde apenas se obedece a combinados e marcações prévias.

Voltando ao CD: não destaco nada em especial, apenas recomendo pra quem quer ouvir o que é tocar realmente junto, swingado etc., etc.

Um bom mês de agosto para todos!

Abraço,
Michel

VoltarHome